Galileo Emendabili: escultura e desenho

15 de outubro a 07 de novembro de 1987

Emendabili nasceu em Ancona, norte da Itália, em 1898. Seu talento revelou-se desde cedo no entalhe de madeira no ateliê de móveis artísticos de seu pai. Aos doze anos começou a freqüentar o ateliê do escultor Yollo, onde adquiriu os primeiros conhecimentos sobre a técnica de moldagem e de anatomia.

De sua juventude na Itália ficaram obras de cunho expressionista como a “Cabeça de Recluso”, de 1920, e o monumento memorialista a Giuseppe Meloni, de 1921, em Ancona.

Em julho de 1923 chegou a São Paulo, começando a trabalhar no Liceu de Artes e Ofícios como entalhador de madeira. Em 1929, instalado em seu ateliê à rua Bela Cintra, projetou o monumento ao engenheiro Ramos de Azevedo.

O Obelisco, homenagem aos heróis constitucionalistas de 32, foi projetado em 1934 mas sua execução começou em 1950. O Obeslico foi inaugurado em 1954, no 4º Centenário de São Paulo.

Além de monumentos e altares Emendabili esculpiu também retratos e figuras humanas. Nos últimos anos de sua vida dedicou-se ao desenho e à cerâmica. Deixou centenas de trabalhos em crayon, pastel, aquarela, lápis e técnica mista. Em 1972, dois anos antes de sua morte, fez uma retrospectiva no Paço das Artes, em São Paulo, de suas obras realizadas em cinquënta anos no Brasil.

Obras participantes