Tomoshige Kusuno

27 de novembro a 19 de dezembro de 1995

A trajetória de Tomoshige Kusuno exemplifica com clareza uma situação que parece ser mais regra do que exceção em nosso meio cultural.

Ele é o mais diferenciado e inquieto dos artistas nipo-brasileiros, uma unanimidade para os que acompanham o movimento artístico nacional dos anos 60 para cá.

No entanto, talvez por não ser um mero repetidor de fórmulas de sucesso, o trabalho de Tomoshige Kusuno – que este ano completou 60 anos de idade – ainda é pouco conhecido do público e não tem posição mercadológica compatível com sua qualidade e importância.

Esta mostra reúne um conjunto de raras e inéditas obras realizadas entre 60 e 70, abrangendo da fase neo-figurativa da OPINIÃO 65 e Bienal de Paris à guinada minimalista-zen, ainda hoje surpreendentemente atuais em sua beleza e síntese.

Realizar esta mostra representou para nós encarar vários desafios. Um, o de recolocar em seu merecido posto um nome de primeira grandeza. Outro, realizar essa individual na Ricardo Camargo Galeria, o que acrescenta um novo conceito a nosso projeto: o de repensar e enfocar artistas atuantes, de variadas tendências, que têm em comum a obra fluente e madura, contundente e inspirada, como espelho de seu tempo.

Ricardo Camargo
Roberto Rugiero

Obras participantes