David Hockney + 5 latino-americanos

David Hockney + 5 latino-americanos

por Ricardo Camargo, colaborou Roberto Comodo

Junto ao acervo nacional, apresentamos uma pequena coleção com 12 obras de artistas internacionais, sendo a maioria delas inéditas.

Este acervo é liderado por David Hockney, um dos mais famosos artistas contemporâneos ingleses, com o nanquim Ossie Clark, da sua célebre série de retratos duplos de casais de amigos, de 1970. Para pintar o casal de designers de moda Ossie Clark e Celia Birtwell, Hockney fez numerosos estudos que acabaram resultando em pinturas de grandes dimensões. A série de desenhos ficou famosa, participou de exposições nos Estados Unidos e Europa. As pinturas estão hoje no acervo da Tate Modern, de Londres, que detém dois desenhos da série.

Os trabalhos seguintes trazem os traços dos mestres latino-americanos. Assim, o início da vanguarda no continente pode ser visto em nanquim e lápis em dois desenhos do construtivista uruguaio Joaquín Torres García – Constructivo con corazón, de 1937, e Constructivo con sol y luna, feito em 1943 – que prenunciam a originalidade de sua obra, repleta de grafismos e planos. Já Diego Rivera, um dos maiores pintores e muralistas mexicanos, se impõe com a força telúrica de sua Cabeça de camponês, nanquim pincelado de 1947.

A abundância de formas do colombiano Fernando Bottero transparece no grafite Mulher sentada e na aquarela Cesta de uvas, dos anos 80. Destacam-se ainda na mostra o par de pinturas do uruguaio Pedro Figari, Indecision e Candombe, realizadas nos anos 30; e o esplêndido óleo Estudio de Sol, de 1945, do argentino Emilio Pettoruti, amigo de De Chirico e Giacomo Balla e ligado ao grupo futurista italiano.

Leave a Reply

Your email address will not be published.